Por que humanizar o atendimento dos pacientes nas consultas?

  • Home
  • Blog
  • Diversos
  • Por que humanizar o atendimento dos pacientes nas consultas?
Publicada 20/07/2018

O cuidado humanizado é um tema que vem se mostrando uma tendência em todas as áreas da Medicina. Afinal, é preciso saber realmente o que os indivíduos procuram e buscar atender as suas expectativas.

Humanizar o atendimento impacta não somente na fidelização dos pacientes, mas também na confiança construída nesse tipo de relação e, consequentemente, em um tratamento mais eficaz.

Assim, as clínicas e consultórios estão investindo e preparando todos os profissionais envolvidos para que cada vez mais essa prática seja efetivamente aplicada na Medicina, e não apenas propagada como um termo banalizado.

Continue conosco e confira o conteúdo completo que preparamos quanto à relevância do atendimento humanizado e os benefícios dessa atitude. Acompanhe!

Afinal, o que é atendimento humanizado?

Muito se fala sobre esse tipo de atendimento, não somente na Medicina, mas em todas as profissões relacionadas à saúde e cuidados assistenciais.

Humanizar o atendimento significa unir as habilidades técnicas e conhecimentos científicos com um contato literalmente mais humano. Ou seja, consultas mais longas, com olho no olho, que busquem escutar, auxiliar e compreender as pessoas com respeito e cumplicidade de maneira completa.

O fato é que o mercado de saúde se deu conta nos últimos tempos que o que realmente importa é a satisfação e bem-estar dos pacientes. E, embora o desenvolvimento de tecnologias em saúde tenham a capacidade de dificultar esse contato, é preciso atentar para a qualidade dos serviços prestados e do relacionamento estabelecido.

Qual é a importância de se humanizar o atendimento?

Hoje em dia os pacientes estão mais exigentes e sabem quando um atendimento é realmente dedicado às suas necessidades. Consultas extremamente rápidas que proporcionam somente pedidos de exame e prescrições desconexas geram insatisfação e contrariedade.

Nesse contexto, está claro que, hoje, tanto os médicos como os pacientes vêm reconsiderando os conceitos sobre o tratamento médico. É tempo de desenvolver as habilidades para escutar, compreender e enxergar o outro com empatia.

Quais são os benefícios obtidos ao humanizar o atendimento?

Percebeu a importância de promover esse tipo de cuidado? Além de os resultados serem positivos para o tratamento dos pacientes, o ambiente de trabalho nas instituições de saúde melhora significativamente. A seguir, confira os principais benefícios dessa prática.

Desenvolvimento do profissional

Engana-se quem pensa que humanizar o atendimento gera benefícios somente para os pacientes. A equipe médica sente-se muito mais valorizada quando implementa a essência desse serviço durante o acompanhamento clínico e hospitalar.

Os colaboradores tornam-se mais comprometidos e focados para trabalhar em prol de garantir a excelência do atendimento durante e após o contato pessoal. Afinal, o período pós-tratamento é tão importante quanto a primeira consulta realizada.

Dessa forma, eles permanecem mais satisfeitos e realizados pelos resultados obtidos e, além de os membros da equipe se estimularem continuamente, a rotatividade de profissionais diminui.

É nítido o desenvolvimento humano de quem se propõe a trabalhar com o atendimento humanizado. Habilidades como comunicação, cordialidade, empatia e solidariedade são aperfeiçoadas, e isso implica diretamente todas as questões interpessoais.

Confiança do paciente em relação ao médico e ao tratamento

Sabemos que, por mais conhecimento técnico e científico que o médico tenha, as decisões finais relacionadas à realização de exames, adesão ao tratamento e utilização de medicamentos são tomadas pelos pacientes.

Como dissemos no início do post, hoje as pessoas estão muito mais exigentes. Assim que elas saem de uma consulta, refletem sobre o que foi conversado e, se o esclarecimento for insatisfatório, não hesitam em procurar uma segunda ou até mesmo terceira opinião.

É nesse ponto que o atendimento humanizado se mostra tão importante. O paciente quer — e tem o direito de — entender detalhadamente sua situação clínica.

Mesmo que algumas condições de saúde ou tratamentos sejam mais complexos, é fundamental que o profissional procure transmitir de maneira clara e objetiva para que o entendimento seja completo.

A explicação de fatores de risco ou causas que contribuíram para a identificação do diagnóstico e do tratamento que será implementado fazem toda a diferença no atendimento. Desse modo, a confiança é intensificada e, consequentemente, a conduta médica escolhida é mais exitosa.

Além disso, é pertinente esclarecer todas as dúvidas quanto à administração de possíveis medicamentos utilizados. Os indivíduos se sentem muito mais seguros quando compreendem o papel da terapia medicamentosa e encaram esse processo com mais comprometimento.

Foco do atendimento no ser humano

Por muitos anos a Medicina tradicional se desenvolveu de maneira segmentada. As especificidades de atendimento foram se subdividindo e, se por um lado garantiram um atendimento mais específico e aprofundado, por outro se distanciaram da visão holística do paciente.

A perspectiva holística, ou seja, o entendimento do paciente como um todo (corpo, mente e espírito) favorece o processo de humanização. Considera-se, portanto, que o indivíduo tem uma história de vida, culturas e valores que interferem diretamente em sua saúde.

Geralmente, quando alguém procura por assistência médica, é comum que exista certa fragilidade emocional devido a situações delicadas ou incômodas que estão sendo vivenciadas.

Assim, estabelecer uma conexão que busque ouvir as queixas e angústias dos pacientes nessa fase conturbada contribuem tanto para a resolução dos problemas de saúde, como para a maior abertura e diálogo a respeito de suas reais necessidades.

Outro ponto muito importante ao qual a visão holística agrega valor é estabelecer um tratamento que considere o paciente como o protagonista do atendimento, e não suas doenças ou sintomas manifestados.

É fundamental, no entanto, que essas práticas que remetem ao cuidado humanizado e holístico não sejam apenas uma moda, mas uma real necessidade ética e moral para com os indivíduos.

Avanços tecnológicos, equipamentos de última geração e descobertas científicas são imprescindíveis para que a Medicina evolua e melhore a qualidade de vida das pessoas.

Entretanto, o ato de humanizar o atendimento garante que a essência da prática médica seja aplicada. Os benefícios são consideráveis para ambos os lados da relação médico-paciente, que por sua vez, torna-se muito mais transparente e acolhedora.

O que você achou deste artigo? O atendimento humanizado está presente na sua prática clínica e na de seus colegas? Compartilhe este conteúdo em suas redes sociais e discuta sobre as perspectivas do assunto!


Fale com a Faculdade Unimed

Entre em contato pela central de atendimento
clicando aqui ou ligue para: 0800 702 1301



ÚLTIMOS POSTS

27/11/2018

Cuidados paliativos na terceira idade: uma prática essencial

LER POST
26/11/2018

A importância dos cuidados neonatais na terapia intensiva

LER POST
23/11/2018

Como a tecnologia torna possível a Medicina Preventiva?

LER POST