O que é Medicina baseada em evidências e como aplicá-la

  • Home
  • Blog
  • Saúde
  • O que é Medicina baseada em evidências e como aplicá-la
Publicada 10/05/2019

O desenvolvimento da ciência gera mais segurança em muitas situações que vivemos. Na área da saúde, por exemplo, a realização de pesquisas permite ir além do saber popular e verificar se, de fato, um hábito ou medicamento oferece os benefícios desejados — e é a isso que se propõe a Medicina baseada em evidências.

O termo faz referência ao esforço de juntar dados suficientes para tomar decisões acertadas sobre os passos de determinado tratamento médico. Isso é feito a partir da análise de diversas pesquisas e publicações científicas da área.

Quer saber mais sobre o assunto? Confira a seguir mais detalhes dessa técnica e veja a importância de utilizá-la!

Conheça os passos da Medicina baseada em evidências


A rotina de diversos médicos e pesquisadores produz resultados científicos que oferecem informações novas e mais seguras sobre o trabalho na saúde. Após publicados, esses dados ficam disponíveis para orientar a prática de profissionais no mundo inteiro.

Foi assim que surgiu a Medicina baseada em evidências. Ter o suporte de estudos nessa área facilita, por exemplo, a decisão de indicar um ou outro medicamento para um paciente. Afinal, por meio da análise das pesquisas, o médico pode concluir qual opção é mais efetiva e traz menos efeitos colaterais.

Entretanto, praticar a Medicina baseada em evidências não significa somente ter contato com as publicações da área médica. Para que o processo seja eficiente, é preciso seguir uma série de passos que aumentam a confiança dos resultados encontrados. Veja quais são eles a seguir:

Formulação de questões clínicas

A primeira etapa de aplicação da Medicina baseada em evidências é a elaboração das perguntas referentes ao caso que você está atendendo. Elas são essenciais para o início da pesquisa, já que é a partir dessas questões que as informações serão procuradas.

Alguns elementos são fundamentais para compor sua questão clínica e orientar as buscas na literatura: a característica da população, o tipo de intervenção, a comparação entre técnicas e os resultados. Ou seja, é importante especificar o que você está buscando nas pesquisas para que seja possível encontrar os dados dos quais precisa.

Reunião de evidências para responder a questão

Depois de formular sua necessidade, é o momento de procurar por pesquisas que tratem do que você busca. Os melhores locais para encontrá-las são em periódicos científicos e em bases de dados confiáveis — como o PubMed e outros sites relevantes.

Analisar pesquisas internacionais deve fazer parte do processo, pois muitos estudos não estão traduzidos para a nossa língua. Assim, limitar-se às pesquisas em português pode gerar inconsistência nos resultados da sua procura.

Avaliação da qualidade e validade das evidências

Esse é um dos passos mais importantes na Medicina baseada em evidências. É preciso entender que nem todos os resultados das pesquisas científicas são realmente confiáveis. Alguns podem estar enviesados por fragilidades dos métodos de pesquisa ou pelo olhar do pesquisador.

Por isso, é importante aprender a avaliar a qualidade dos resultados que você lê. Um dos pontos centrais é procurar fontes atuais, pois os dados de pesquisas realizadas há muitos anos já podem ter sido refutados por estudos recentes.

Além disso, você deve considerar a relevância dos resultados para o paciente que está atendendo. Um estudo sobre uso de antidepressivos em homens de meia-idade, por exemplo, provavelmente não vai apresentar informações efetivas sobre os efeitos desse medicamento em mulheres grávidas.

Por fim, a metodologia utilizada na pesquisa é um elemento de muita importância. Tenha o cuidado de avaliar como o estudo foi realizado e se os passos seguidos garantem a confiança nos resultados. O ideal, ainda, é ler vários estudos sobre o mesmo tema e cruzar os métodos e resultados deles para ter mais segurança.

Decisão sobre a aplicação das evidências no tratamento

O último passo nesse processo é tomar a sua decisão clínica a partir da análise feita dos estudos de colegas. Em situações ideais, a literatura disponível vai ser suficiente para orientar sua prática. No entanto, em diversos casos é comum que não haja estudos suficientes ou que eles não tenham a qualidade necessária.

Ainda assim, a Medicina baseada em evidências pode ser colocada em prática, porque a ideia dessa técnica é encontrar a melhor evidência disponível. Assim, mesmo sem amplas pesquisas na área, é possível colher dados que ajudem no seu processo de decisão.

Evite os erros que podem ser cometidos durante essa prática


Agora você entendeu como funciona a Medicina baseada em evidências e os passos que precisam ser realizados para garantir a confiabilidade do processo. Veja a seguir alguns erros que devem ser evitados:

Coleta de informações heterogêneas

As pesquisas realizadas na saúde exigem uma metodologia muito clara e responsável. Um estudo que não especifica a população submetida, por exemplo, perde sua validade, já que o profissional que tiver contato com ele não vai conseguir saber se os resultados se aplicam a crianças, adultos ou idosos.

Da mesma forma, quando você pesquisa várias publicações para ajudar em um tratamento que está planejando, deve ficar atento a esse ponto. Considerar estudos heterogêneos atrapalha sua análise, pois os resultados obtidos por cada um estão ligados a métodos e populações diferentes.

Leitura de pesquisas pouco embasadas

Como falamos, algumas pesquisas científicas são realizadas sem o devido compromisso. Com isso, os resultados não têm a validade esperada. Afinal, se não há responsabilidade metodológica suficiente, fica difícil assegurar se os dados obtidos são reais ou se são frutos das fragilidades do estudo.

Por isso, é essencial que o médico se baseie em evidências de boas pesquisas. Algumas maneiras de garantir isso são:

- buscar em periódicos e bases reconhecidos;

- conhecer o histórico dos pesquisadores;

- checar se o estudo apresenta revisão teórica de qualidade;

- avaliar com atenção os passos metodológicos da pesquisa.

Análise de grande volume de informações

O dia a dia do médico apresenta inúmeros desafios, principalmente em relação à falta de tempo. Juntando isso ao imenso volume de informações produzido na área a cada ano, a tarefa de se manter atualizado para basear suas decisões não é fácil.

Entretanto, a ideia da Medicina baseada em evidências é exatamente otimizar o tempo. Ao considerar as melhores pesquisas na área, você evita ler materiais que têm pouco potencial de ajuda. Por isso, é essencial saber selecionar as informações que são úteis e confiáveis para o seu caso.

Utilizar essa técnica é um processo que requer muita responsabilidade e conhecimentos específicos. Sendo assim, fazer um curso em Medicina baseada em evidências é uma estratégia interessante para dominar as competências necessárias nesse trabalho. Utilize as informações que demos aqui e aumente a segurança de suas decisões clínicas!

Quer conhecer mais sobre as possibilidades de carreira na área de saúde? Aproveite para nos seguir no Facebook, LinkedIn e YouTube e acompanhar nossos conteúdos e novidades em primeira mão!


Fale com a Faculdade Unimed

Entre em contato pela central de atendimento
clicando aqui ou ligue para: 0800 702 1301



ÚLTIMOS POSTS

Hoje

Avaliação de dano corporal e a importância do aperfeiçoamento

LER POST
Ontem

Entenda por que fazer mais de uma especialização médica

LER POST
Semana passada

A necessidade de se pensar em liderança na carreira de Enfermagem

LER POST