5 cursos para aumentar a produtividade na gestão hospitalar

  • Home
  • Blog
  • Gestão
  • 5 cursos para aumentar a produtividade na gestão hospitalar
Publicada 25/10/2019

Independentemente do tipo de um negócio, o objetivo é obter bons resultados. Na área da saúde não é diferente e, para isso, é fundamental aumentar a produtividade na gestão hospitalar

É necessário que o administrador assuma a liderança, otimize os processos, saiba interpretar os indicativos e tenha visão sistêmica da instituição. Em outras palavras: não é uma tarefa simples, afinal um hospital apresenta dezenas de setores que devem trabalhar de maneira integrada. Nesse contexto, não há outra saída: para se realizar um bom trabalho, é necessário buscar qualificação.

Neste post vamos mostrar a importância de ter uma gestão hospitalar mais produtiva, o perfil de um bom administrador dessa área e quais cursos da Faculdade Unimed podem ajudar você a melhorar os resultados da instituição de saúde. Acompanhe!
 

Como aumentar da produtividade na gestão hospitalar


A gestão hospitalar deve se basear na análise de dados concretos que evidenciam a realidade, gerando subsídios para a tomada de decisão. "Quando você investe em gestão, leva todas as lideranças a conhecerem os processos, a enxergarem as conexões entre os setores", explica Marcelo Augusto Nascimento, coordenador e docente dos cursos de Gestão Hospitalar e Gestão de Cooperativas da Faculdade Unimed. 

Para aumentar a produtividade na gestão hospitalar, é necessário que cada um dos 40 setores que, em média, compõem um hospital saiba qual o seu papel para alcançar as metas da instituição. Nesse sentido, ganha importância o mapa de processos, um documento em que consta a descrição do escopo de atividades de cada setor e sua relação de dependência com outras áreas. "É necessário sempre conversar e se basear nesse documento para gerar um resultado de qualidade e sustentável", destaca.

Por exemplo: o setor de faturamento precisa estar intimamente conectado a toda a cadeia de serviços do hospital. "E esse trabalho deve ser feito juntamente com áreas de auditoria e comercial, para que o processo assistencial seja convertido em receita para o fluxo de caixa do hospital", explica o coordenador.

Além disso, para aumentar a produtividade na gestão hospitalar, é preciso ter uma boa liderança. "Pode ter o modelo de gestão que for, se você não tiver um líder que conheça o negócio, os processos, que saiba lidar com gente e que, sobretudo, tenha cultura de execução, vai ter dificuldade para obter os melhores resultados", acrescenta o coordenador.
 

Tipos de indicadores para medir a eficiência da gestão hospitalar


Outro ponto essencial para aumentar a produtividade na gestão hospitalar é se basear em indicadores estratégicos. "Como está a ocupação do seu hospital? Quantos exames faz por dia? Como está o absenteísmo? Como está a receita? Você tem um número de pessoas para trabalhar, uma produtividade? Qual é o número de cirurgias por dia, por equipe e por sala cirúrgica?", exemplifica Nascimento.

É necessário ter ideia da ocupação ou da ociosidade do seu centro cirúrgico, saber o que entrou e o que saiu de receita e se as entradas e saídas estão acontecendo conforme o que foi projetado ou orçado. "Esses são indicadores fundamentais. Eu reitero: tem que conhecer o negócio, entender a peculiaridade e o perfil para que o modelo de gestão seja customizado para aquela realidade", salienta o coordenador de cursos da Faculdade Unimed.
 

Perfil de um bom administrador hospitalar


Segundo Nascimento, a administração hospitalar é uma atividade complexa porque o hospital funciona 24 horas por dia, durante o ano todo. 

"O administrador hospitalar tem que gostar de desafios, porque, embora a rotina seja previsível, tudo muda muito rápido e é preciso ter criatividade e conhecimento para tomar boas decisões. Ele tem que ser um especialista em generalidades e entender de gente, porque vai lidar com o pessoal da limpeza, porteiro, recepção, enfermeira, médico, pacientes, operadoras de plano de saúde, imprensa, justiça, polícia", enumera.

Dessa maneira, é imprescindível ter uma visão sistêmica, ou seja, conhecer como funciona cada setor, ser flexível, ter o mínimo de organização e, sobretudo, ser um bom líder.
 

5 cursos da Faculdade Unimed que vão ajudar você a melhorar a gestão hospitalar


Se você quer aumentar a produtividade na gestão hospitalar, precisa se qualificar. E a instituição de ensino referência na área de cooperativas e saúde é, sem dúvida, a Faculdade Unimed.

Acompanhe a seguir os cursos que você deve fazer para ter sucesso nesse segmento.
 

1. MBA em Gestão de Negócios em Saúde

Curso de pós-graduação formatado para atender às peculiaridades estratégicas e operacionais do setor de saúde, principalmente em relação à legislação, princípios éticos, processos de regulação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e outros pontos que devem nortear o trabalho do gestor.

O aluno adquire conhecimento específico para gerenciar esse segmento e tem contato com experiências práticas para que possa exercer seu senso crítico e aprender como agir com mais estratégia e reflexão apurada, melhorando os resultados da organização.
 

2. MBA em Gestão Inovadora em Serviços de Saúde

Formação que prepara o aluno para propor e implantar, de maneira inovadora, as mudanças nas áreas assistencial, ambiental, social e administrativo-financeira em instituições de saúde, a fim de obter resultados mais seguros e sustentáveis.

A ideia é que o gestor consiga lidar da melhor forma com os desafios e exigências do setor sem perder a qualidade do serviço prestado. A partir do conceito de inovação, as aulas desenvolvem a competência para a tomada de decisão, principalmente em processos críticos assistenciais, financeiros ou relativos a outros setores da organização.
 

3. MBA em Administração Hospitalar

Curso direcionado para que o profissional compreenda a gestão de indicadores e controladoria na administração hospitalar e entenda qual é o papel do administrador na  governança corporativa e no planejamento estratégico.

Com essa formação, o aluno está apto a analisar o processo da administração hospitalar e desenvolver um olhar estratégico e operacional para fazer a gestão de maneira segura.
 

4. Governança Corporativa e Compliance

Curso de curta duração da Faculdade Unimed para que o profissional aprenda a identificar o papel e as atividades dos órgãos diretivos no contexto da governança corporativa. Com as aulas, ele passa a entender também o conceito de compliance, para que consiga implementar essa prática na instituição de saúde e, assim, aumentar a produtividade na gestão hospitalar.
 

5. Gestão de Custos Hospitalares

Capacitação de curta duração que tem como objetivo apresentar os aspectos teóricos e usos práticos da gestão de custo em organizações de saúde: implantação, gerenciamento e controle.

Assim, o aluno obtém noções de todo o processo de apuração de custos dos procedimentos hospitalares, de formação de preço e aprende sobre a importância desses dados para a tomada de decisões e para uma gestão mais eficiente.
 

Por que se capacitar na área?


Profissionais do setor de gestão de saúde que buscarem especialização, se mantiverem atualizados e conseguirem se adaptar com facilidade vão se sair melhor. "O mercado muda, e o ponto forte de hoje pode não ter utilidade nenhuma amanhã. O cuidado com a saúde sempre vai ser o mesmo, mas a maneira de cuidar é que vai ser diferente. Vai se dar bem quem fizer essa leitura, perceber essa necessidade de mudança e mudar rápido, antes dos concorrentes", alerta Nascimento.

Ficou interessado em se capacitar nessa área, que oferece boas oportunidades de carreira? Entre em contato com a Faculdade Unimed e descubra outros cursos que podem ajudar você a se destacar no mercado!


Fale com a Faculdade Unimed

Entre em contato pela central de atendimento
clicando aqui ou ligue para: 0800 702 1301



ÚLTIMOS POSTS

Há 5 dias

Gestão estratégica de custos: a importância em sistemas de saúde

LER POST
Semana passada

Inovação e saúde: como conectar os dois conceitos da melhor forma?

LER POST
Semana passada

Gestor em saúde: é possível pensar a área de maneira inovadora?

LER POST