A importância do plano de negócios e como fazer o seu

  • Home
  • Blog
  • Gestão
  • A importância do plano de negócios e como fazer o seu
Publicada 06/08/2021

Mesmo com a crise econômica atrelada à pandemia do coronavírus, o número de pessoas abrindo micro e pequenas empresas cresceu em 2020.

No entanto, abrir um negócio é apenas o primeiro passo para o sucesso e pode trazer mais desafios do que muitos imaginam. De acordo com pesquisas, 1 a cada 5 empresas fecham antes do primeiro ano e um dos principais motivos é a falta de planejamento, de forma que o plano de negócios é uma ferramenta essencial para qualquer empreendimento.

Esse arquivo ajuda a mapear o mercado, entender melhor o seu negócio e analisar os riscos e oportunidades que lhe aguardam.

 

O que é um plano de negócios?

Um plano de negócio é um documento que descreve em detalhes o negócio, seus objetivos e quais passos devem ser dados para atingi-los.

Seu objetivo é trazer reflexões necessárias para entender o produto ou serviço oferecido, como os seus diferenciais, por exemplo, além de trazer as principais estratégias operacionais e de marketing e projeções financeiras.

Ele também deve trazer quais são as principais oportunidades e os cenários que coloquem em risco a operação, bem como as estratégias para superá-los.

 

Como criar um plano de negócios?

O plano de negócios concentra todas as informações e perspectivas relacionadas ao negócio, por isso, ele deve ser o mais detalhado possível e abranger tudo o que envolve sua gestão, produção/prestação de serviços, divulgação, contato com clientes, análise financeira e medidas de ação em diferentes cenários.

De acordo com o Sebrae, ele deve conter as seguintes informações:

  1. Análise de Mercado: aqui você deve identificar todos os seus concorrentes, clientes e fornecedores e qual produto ou serviço você irá oferecer.É importante ter uma visão completa do seu público-alvo pois isto irá nortear a forma como você irá posicionar o seu produto ou serviço (o diferencial dele é a qualidade? O custo-benefício? A inovação?) e as estratégias de marketing desde o início da operação.
  2. Plano de Marketing: definidos os público-alvo e o posicionamento, é preciso pensar como você irá divulgar o seu diferencial para o público. Uma boa forma de fazer isso é através dos 4 Ps do Marketing: Produto, Praça (Ponto de Venda), Promoção (Comunicação) e Preço.
  3. Plano Operacional: este tópico é voltado para a estrutura da empresa: localização, instalações físicas e equipamentos de trabalho. Deve-se estimar a capacidade produtiva, quantidade de funcionários necessária para produção e quantos clientes é possível atender por mês.
  4. Plano Financeiro: deve descrever em detalhes todo o investimento necessário para lançar o negócio. Quanto mais detalhado, melhor será o planejamento, por isso considere custos operacionais (folha de pagamento, material de produção, contas de luz e água, impostos) e quaisquer outras fontes de custo possível.
  5. Análise de Cenários: neste item, o empresário deve imaginar todos os cenários que podem afetar os resultados da empresa. Crises econômicas, aumento da concorrência, rejeição inicial ao produto, dificuldades de abastecimento etc. e traçar planos de ação sobre como agir nestas situações para manter o negócio aberto.
  6. Sumário Executivo: resumo do plano, trazendo o que é o negócios, seus diferenciais, indicadores financeiros, missão, visão e valores. Recomenda-se deixá-lo por último, após reunir todas as informações.

Uma dica extra é fazer a revisão periódica do plano de negócios. Por ter uma função essencial para o sucesso da empresa, é preciso revisá-lo periodicamente e atualizá-lo de acordo com novos dados e cenários.

 

Por que fazer um plano de negócios?

A importância do plano de negócios é o seu papel como roteiro para a empresa. Através dele é possível identificar qual o tamanho do investimento necessário, quanto tempo ele levará para dar lucro, qual o tamanho da sua concorrência e o que fazer para conquistar os seus clientes. Abaixo, 5 motivos para se dedicar a criação do plano de negócios:

 

  1. Aumenta a compreensão sobre o negócio

É possível visualizar de maneira mais clara como o negócio vai funcionar e o que fazer para ele dar certo, além de deixar as expectativas quanto aos resultados mais perto da realidade.

  1. Conhecer o mercado

Conhecer o mercado é fundamental para que a sua ideia dê certo. Ao mapear fornecedores, concorrentes, público-alvo e preço médio praticado é possível conhecer em maior profundidade o mercado no qual você irá competir.

  1. Mostra os seus diferenciais

Ao se comparar com os outros atores do mercado, fica mais fácil identificar quais são os seus verdadeiros diferenciais e até mesmo identificar novas oportunidades de atuação.

  1. Prepara para adversidades

Na análise de cenários você se prepara para encarar diversas situações, o que lhe tornará mais preparado para lidar com elas. Por mais difícil que elas sejam, você já saberá o que fazer para passar por momentos difíceis.

  1. Testa a força da sua ideia

Muitas vezes pensamos que uma ideia é inovadora e disruptiva, mas ao desmembrá-la no papel, vemos que não é tão sustentável quanto parecia ou não abrange um público tão grande. O plano de negócios é uma maneira de testar previamente o seu produto ou serviço e fazer as alterações necessárias para aumentar as chances de sucesso.

 

Se você gostou deste conteúdo e quer aprender ainda mais, confira os nossos cursos em empreendedorismo, planejamento estratégico e muito mais clicando aqui e pesquisando pelo tema de seu interesse.

Se você gostou deste conteúdo, não deixe de compartilhá-lo em suas redes sociais.




ÚLTIMOS POSTS

Há 3 dias

6 motivos para fazer um MBA

LER POST
Semana passada

Qual a importância da pesquisa científica?

LER POST
Semana passada

Trabalho autônomo: o que você precisa para ter sucesso

LER POST