Como aumentar a produtividade nos estudos?

Publicada 15/04/2021

Conciliar a correria do dia a dia com os estudos é um desafio enfrentado por muitos estudantes. A rotina cansativa pode ser um empecilho na hora de se dedicar às leituras e fazer os exercícios propostos pelos professores e pensando nisso preparamos algumas dicas para lhe ajudar a programar a sua rotina de estudos, tornando este momento mais produtivo e prazeroso.


Vamos às dicas!

1.    Tenha um espaço adequado

Para conseguir se concentrar e absorver ao máximo o conteúdo que você deseja aprender, é importante ter um local adequado.

Manter a sua mesa organizada, limpa e com todo o material que você precisa é importante para conseguir focar e não perder tempo procurando aquela anotação importante que se perdeu no meio da bagunça.
Também é importante escolher um local bem iluminado, pouco barulhento e bem arejado. Conforto físico é essencial para conseguir manter a concentração, especialmente se você pretende dedicar algumas horas a essa atividade.

Outro ponto é, se possível, comprar uma cadeira e mesa de altura adequadas para garantir a ergonomia e evitar dores ao longo do dia.

2.    Monte um cronograma

Ter um cronograma permite selecionar as matérias pelo seu grau de importância, urgência e dificuldade. Definindo datas e horários para ler, escrever trabalhos e fazer exercícios é uma forma inteligente de garantir que você vai conseguir estudar todo o conteúdo a tempo de cumprir seus prazos.

Ele também permite que, caso fique travado em alguma matéria e demore mais tempo do que o planejado para concluí-la, você reorganize o seu cronograma de acordo com o seu ritmo de estudo e o seu tempo disponível. No entanto, tenha disciplina e procure sempre cumprir as datas estabelecidas, assim a matéria não acumula e é possível se preparar com calma para as provas e seminários.

3.    Faça pausas regulares

Ficar horas e horas seguidas estudando pode parecer uma boa ideia, mas a verdade é que depois de algum tempo a sua capacidade de aprender vai diminuir pelo cansaço, então o mais inteligente é fazer algumas pausas para recuperar o “fôlego”.

Dentro do seu cronograma, deixe espaço para pausas para beber água, mexer um pouco no celular, comer e até mesmo dar uma caminhada. Isto permite que você descanse um pouco a mente e, ao voltar para os livros, seu rendimento será bem maior.

Uma boa técnica para organizar as pausas é o método pomodoro, que consiste em trabalhar por turnos, que podem ser 45 minutos de trabalho e 20 minutos de descanso, ou 20 minutos de trabalho e 5 de descanso. Selecione o que melhor se adapta a você. 

4.    Elimine as distrações

Celular, televisão, redes sociais, a família chamando toda hora: são muitas as fontes de distração.

Para garantir que você realmente vai se dedicar apenas aos estudos, é importante eliminar estas fontes de distração. Coloque seu celular no modo avião e bem longe de você, para não cair na tentação de conferir rapidamente uma rede social e acabar perdendo horas distraído.

Avise seus familiares, cônjuge, filhos e quaisquer pessoas que morem com você que não poderá ser interrompido e que é muito importante respeitar este momento. Explique que você terá momentos de pausa e, nessas horas, vocês poderão interagir normalmente.

Caso seu ambiente seja naturalmente barulhento e não tenha muita solução – como obras na rua, cachorros latindo e vizinhos barulhentos – experimente adquiri um fone de ouvido com bloqueio de ruído ou ouvir músicas que lhe ajude a se concentrar. A música ideal varia de pessoa para pessoa, mas existem muitas playlists voltadas para a concentração no youtube, pesquise e descubra qual é a sua preferida.

5.    Monte um grupo de estudos

Estudar em conjunto é uma ótima maneira de tirar dúvidas e deixar este momento menos cansativo. Mesmo que não seja possível se encontrar pessoalmente, vocês podem agendar um momento para uma videochamada com o objetivo de conversar sobre os temas estudados, comparar as respostas, tirar dúvidas e pensar junto.

É um jeito interessante de variar a rotina de estudos e se aproximar dos colegas.

6.    Estude de maneiras diferentes

Existem diversas maneiras de aprender e, quanto mais variadas elas forem, mais dinâmico será o seu dia a dia e mais interessante será o momento de estudar.

Leia artigos, veja vídeos, ouça podcasts, faça exercícios, resumos, simulados, participe de congressos e palestras e tudo o mais que a sua instituição oferecer. Esta variedade irá tornar o seu aprendizado muito mais leve e será mais fácil de lembrar tudo o que você aprendeu depois.

7.    Descanse

Depois do trabalho, é preciso descansar. Ter uma boa rotina de sono é essencial para fixar todo o conteúdo estudado no cérebro.

Virar noites estudando não é uma boa ideia e irá apenas te deixar mais cansado, ansioso e com dificuldade de entender o material. Seguindo o seu cronograma, você terá tempo suficiente de estudar tudo o que for necessário e não precisará fazer muitos sacríficos.

Além do sono, invista num hobby, eles são uma boa maneira de distrair a mente e deixá-la mais relaxada. Ansiedade e estresse são inimigos do aprendizado e da memória, por isso cuide bem do seu corpo e da sua saúde mental.


Gostou destas dicas? Então compartilhe com seus colegas e os ajude a estudar mais e melhor!




ÚLTIMOS POSTS

Semana passada

Cursos de curta duração valem a pena?

LER POST
22/04/2021

Saiba mais sobre a atuação do profissional em farmácia clínica e oncológica

LER POST
13/04/2021

O papel da Auditoria Odontológica

LER POST