Conheça os 7 tipos de aprendizagem

Publicada 05/10/2021

Cada pessoa tem um jeito diferente de aprender e conhecer qual funciona melhor para você é uma ótima maneira de aumentar a sua produtividade nos estudos. Neste post você irá conhecer os 7 tipos de aprendizagem e como usá-los para se desenvolver ainda mais.

Mas antes, vamos ver qual é o embasamento científico por trás desta ideia.

 

A Teoria das Inteligências Múltiplas

Os 7 tipos de aprendizado são baseados na pesquisa do psicólogo americano Howard Gardner, que desenvolveu a Teoria das Inteligências Múltiplas.

Neste artigo (em inglês) ele explica que muitos pensam que cada pessoa tem uma inteligência estática, que irá definir o quão bem nós iremos em cada aspecto da vida. No entanto, de acordo com o trabalho de Gardner, nós temos 7 tipos diferentes de inteligência e, por isso, podemos ser muito bem-sucedidos em um tema, mas termos dificuldades em outros. Por exemplo, alguém pode ser genial em matemática, mas ter dificuldades em aprender um novo idioma.

Esta noção é importante, pois evidencia que cada pessoa tem um conjunto de habilidades único e que não é porque ela tem mais dificuldades em uma área, que ela é “menos inteligente” que os outros. Além disso, ela também nos permite adaptar a nossa forma de aprendizado para o jeito que funciona melhor para gente, de forma individualizada.

Gardner também defende que os tipos de inteligência não são fixos e podem ser aprimorados ao longo do tempo, basta se dedicar a desenvolver a habilidade desejada.

Agora que nós já sabemos de onde veio a teoria dos tipos de aprendizagem e o que a Teoria das Múltiplas Inteligências significa, vamos ver em mais detalhes o que cada uma delas significa.

 

Quais são os 7 tipos de aprendizagem?
1. Musical

Este tipo de aprendizagem é relacionado às pessoas que se dão bem com músicas e sons. Elas aprendem melhor ao ouvir uma explicação de forma oral, seja ao vivo em sala de aula, por vídeo ou podcast. Muitas vezes, ouvir um ebook é mais eficiente do que ler o livro ou texto.

Elas também conseguem diferenciar os diferentes tipos de instrumentos em uma música, diferenciais notas e timbres musicais com facilidade e tem conseguem reproduzir um ritmo com facilidade.

 

2. Lógico-Matemática

Contas, números e desafios de lógica são atividades prazerosas para quem em este tipo de inteligência. Elas fazem contas de cabeça e costumam buscar a lógica por trás das coisas. Na escola, se davam bem em disciplinas como matemática, física e química.

Para aprender, é ideal lidar com desafios e resolução de problemas. Procurar soluções para estudos de caso pode ser uma ótima maneira de aprender.

 

3. Interpessoal

A aprendizagem interpessoal é aquela que inclui o outro no processo. Muitas pessoas assimilam um conteúdo após ensiná-lo para alguém e durante projetos em grupo, que envolvem unir forças e dividir os papéis de cada integrante.

Caso o seu forte seja a inteligência interpessoal, mas você esteja em um projeto sozinho, uma boa ideia é dar uma aula para você mesmo se olhando no espelho, simulando o contato com outra pessoa, tirando dúvidas e identificando quais pontos você ainda precisa entender melhor.

 

4. Intrapessoal

Já a intrapessoal tem relação com os próprios sentimentos. São pessoas que aprendem melhor sozinhos e se dão bem em atividades individuais. São boas para revisar conteúdos e aprendem melhor pensando sozinhas.

Seu estilo de aprendizagem é mais reflexivo e elas gostam de se debruçar sobre os problemas com calma.

 

5. Corporal-cinestésica 

Estas são as pessoas que gostam de pôr a mão na massa para entender como algo funciona. São boas em atividades manuais como dirigir, manipulação de instrumentos, consertar objetos e tudo o que envolve habilidades práticas.

Para eles, não basta apenas ouvir uma aula ou olhar um gráfico, é importante fazer exercícios e fazer notas durante as aulas para assimilar o conteúdo.

 

6. Espacial

A inteligência espacial é ligada aos estímulos visuais, como desenhos, gráficos, slides e tabelas. Mais do que ouvir ou ler, elas precisam ver para reter uma informação.

Durante o estudo, uma estratégia é desenhar esquemas e fazer um mapa mental para entender a relação entre os temas estudados.

 

7. Linguística 

Quem gosta de ler, consegue interpretar textos com tranquilidade e aprende através de longas leituras, que outras pessoas podem achar cansativas, são os aprendizes linguísticos. Além de grandes leitores, também escrevem e se comunicam bem.

Estas pessoas aprendem melhor com textos do que com vídeos, aulas ou podcasts. Elas também têm maior facilidade para aprender idiomas estrangeiros.

 

Você conseguiu identificar qual é sua forma de aprendizagem? Compartilhe este post e conte para gente! Também compartilhe com os seus amigos para que eles possam entender como aprender melhor.




ÚLTIMOS POSTS

Há 2 dias

Quais são as vantagens e desvantagens dos livros digitais?

LER POST
Semana passada

Residência médica: como fazer a escolha da especialidade?

LER POST
06/10/2021

9 dicas para montar uma clínica de sucesso

LER POST