9 dicas para montar uma clínica de sucesso

Publicada 06/10/2021

Criar a sua própria clínica é o objetivo de muitos médicos, porém, para ter sucesso, além de investir em sua qualificação na saúde, é preciso também desenvolver habilidades de empreendedorismo e gestão.

Para lhe ajudar neste processo, preparamos esta lista com algumas dicas para montar a sua clínica. Continue lendo para saber mais!

 

1 Estude o mercado em que pretende atuar

Conhecer o seu mercado de atuação é essencial para qualquer negócio. Antes de abrir a sua clínica, estude o mercado em que pretende atuar, qual é o seu público-alvo e o perfil de clientes que você pretende atender.

Verifique qual é o valor por consulta cobrado em outras clínicas, quantos profissionais com a mesma especialidade que você atuam na região da sua clínica e se há espaço para você ali ou se é melhor considerar alugar ou comprar um espaço em outra região.

Entender o mercado é essencial para ter sucesso no futuro e por isso é uma das fases mais importantes.

 

2 Elabore seu plano de negócios 

Um plano de negócio é um documento que descreve em detalhes o negócio, seus objetivos e quais passos devem ser dados para atingi-los.

Seu objetivo é trazer reflexões necessárias para entender o serviço oferecido, como os seus diferenciais, por exemplo, além de trazer as principais estratégias operacionais e de marketing e projeções financeiras.

Ele também deve trazer quais são as principais oportunidades e os cenários que coloquem em risco a operação, bem como as estratégias para superá-los.

Para aprender em detalhes como criar o seu plano de negócios, confira este post!

 

3 Levante os custos fixos e variáveis

Como sabemos, a atenção médica requer recursos financeiros para se manter atuante. E essa necessidade não é pequena: o mercado farmacêutico global, por exemplo, cresce exponencialmente. Além dele, diversos outros custos podem ser citados — materiais para procedimentos, salários de profissionais e infraestruturas físicas entram nessa conta.

Por esse motivo, a gestão de custos tem o objetivo de direcionar os esforços financeiros para onde eles são mais proveitosos. Dependendo da estratégia e dos objetivos do negócio, o investimento pode pender para localização, marketing ou infraestrutura física. Um fato, no entanto, é imprescindível: se as despesas extrapolarem as receitas, qualquer empreendimento fecha as portas. 

Ter os seus custos sob controle desde o planejamento da clínica deve fazer parte da sua rotina administrativa. Para ter mais segurança sobre este tema, procure fazer cursos na área e se capacitar na gestão de custos hospitalares.

 

4 Conheça as exigências legais e específicas

Existem leis específicas para regularizar o trabalho de clínicas e consultórios. Consulte todas as exigências legais do seu estado e município e se adeque a elas desde o início. Uma opção é contratar uma assessoria jurídica para lhe auxiliar e um contador para fazer tratar da parte tributária.

Você pode consultar colegas que também têm consultórios para pedir indicações de especialistas na área, assim você sabe que contará com profissionais qualificados para lhe ajudar nestes processos.

E profissionais qualificados é justamente o tema da nossa próxima dica.

 

5 Contrate pessoal capacitado para trabalhar com você

Além de se capacitar para exercer a sua prática com excelência, você deve se cercar de profissionais igualmente capacitados e excelentes.

Desde a recepção, passando pela equipe de limpeza e eventuais auxiliares, são eles que irão manter a sua agenda organizada, evitando atrasos desnecessários no atendimento dos seus pacientes; também são eles os responsáveis por manter a higienização dos espaços de acordo com as regras sanitárias de limpeza, armazenamento e descarte de material biológico; e seus assistentes vão se mostrar muito importantes na hora de lidar com pacientes mais difíceis.

Com todos os processos funcionando bem, é muito mais fácil evitar desperdícios, perder clientes por mau atendimento e aumentar as suas chances de ser recomendado para mais pessoas.

 

6 Invista na estrutura do seu consultório

Investir na estrutura pode ser um processo caro, mas faz toda a diferença.

Primeiramente, é preciso atender às normas sanitárias e legislativas da sua região sobre acessibilidade. Antes de iniciar qualquer reforme, procure as autoridades sanitárias do seu estado e município para que elas informem todas as exigências. Se for o caso, contrate um arquiteto especializado para lhe auxiliar.

No entanto, você pode ir além do exigido legalmente e preparar o seu consultório para as necessidades especificas do seu público.

Caso você atenda pacientes idosos ou com problemas de locomoção, instale rampas, barras de apoio e pisos antiderrapantes, por exemplo. Se você atende crianças ou gestantes, é essencial que os banheiros contem com trocador de fraldas.

Médicos que atendem pacientes com alergias e problemas respiratórios devem montar a sala de recepção e de atendimento com sofás e cadeiras com estofado antialérgico e evitar usar carpetes no chão.

No geral, invista em pisos táteis, banheiros acessíveis para cadeirantes, uma boa iluminação e controle da poluição sonora que vem da rua. Tudo isso demonstra o seu cuidado com a saúde do paciente e faz ele se sentir acolhido desde o seu primeiro contato com a recepção.

 

7 Informe-se sobre os planos de saúde da região

Muitos pacientes só acessam médicos particulares através do plano de saúde, de forma que é importante se informar sobre quais planos têm cobertura na sua área de atuação e quais são os mais populares, assim você aumenta consideravelmente o número de clientes em potencial.

Para descobrir estas informações, você pode pesquisar na internet, conversar com outros médicos ou até mesmo entrar em contato diretamente com os planos de saúde, esta é uma boa opção pois você também pode aproveitar para já levantar quais são as exigências deles para receber novos médicos conveniados.

 

8 Invista em ações de marketing e divulgação

Por fim, você deve preparar um bom planejamento de marketing para divulgar o seu consultório. As redes sociais são uma ótima ferramenta de divulgação para atingir novas clientes.

Procure manter seu perfil sempre atualizado, com postagens regulares e interessantes para o seu público, mas sem perder a variedade. Se você apenas responder dúvidas ou publicar artigos científicos, o seu público pode cansar-se rapidamente e deixar de consumir o seu conteúdo, por isso mescle de tudo um pouco: perguntas e respostas; novidades e pesquisas; memes (com bom-senso); fotos; vídeos e o que mais a sua criatividade permitir.

Também é importante colocar o número do seu CRM e RQE, caso você tenha, além de serem itens obrigatórios, isso mostra para as pessoas que você realmente é um profissional formado e certificado.

Por fim, interaja. Responda aos comentários e mensagens que receber, isso estreita a sua relação com o seu público e tende torná-lo mais engajado nas suas publicações.

No entanto, quando se trata da medicina, existem limites legais e éticos que o profissional deve seguir nas suas postagens, afinal, como diz o Código de Ética, a medicina não pode ser exercida como um comércio e por isso a divulgação de conteúdo médico não pode ser igual a de outros tipos de serviços. Por isso, se informe sobre as regras do CFM sobre o tema para não infringir nenhuma norma.

 

9 Faça um Seguro de Responsabilidade Civil Profissional

Todo negócio está sujeito a passar por ações judiciais e na medicina não é diferente.

Um paciente pode entrar na justiça por diversos motivos, como insatisfação com os resultados obtidos após um tratamento, e os prejuízos financeiros com os custos de defesa e eventuais indenizações podem ser pesados.

Diante disso, o primeiro passo para ter tranquilidade na sua rotina é se precaver e fazer um Seguro de Responsabilidade Civil Profissional, que ressarce o segurado da quantia gasta para reparar danos e/ou perdas. Assim, a rotina de trabalho fica mais tranquila e você se protege de antemão.

Na hora de escolher qual seguro contratar, fique atento para as coberturas que ele oferece. Entre as coberturas mais importantes estão:

  • Telemedicina: Caso seja demandado por falhas profissionais para atendimentos realizados remotamente.
  • Custos de defesa: Se houver um processo contra você, o seguro irá cobrir os honorários advocatícios, laudos periciais e demais despesas necessárias para sua defesa, seja na esfera cível, criminal ou administrativa, em decorrência de reclamação por danos causados a terceiros em função de sua atividade profissional. É interessante um seguro que lhe deixe escolher livremente seu advogado.
  • Indenizações: Inclui o pagamento das indenizações a terceiros, protegendo assim seu patrimônio, se houver condenação judicial.
  • Acordos: Possibilidades de acordos judiciais ou extrajudiciais, mediante aprovação e análise da seguradora.
  • Despesas emergenciais: Reembolso de despesas realizadas pelo Segurado em situações emergenciais para tentar evitar e/ou minorar os danos causados a terceiros.


O Seguro de Responsabilidade Civil Profissional da Seguros Unimed oferece todas as coberturas citadas acima e serviços como:

  • Cobertura para ações movidas contra empresas de pequeno porte da área da saúde, das quais o segurado seja sócio e/ou titular.
  • Consultoria jurídica para auxiliar no esclarecimento de dúvidas em processos judiciais.
  • Consultoria médica para auxiliar e mitigar possíveis exposições legais.
  • Se você realizar um atendimento em uma emergência médica, acidente ou catástrofe voluntariamente, você continua coberto.
  • Biblioteca virtual exclusiva com materiais informativos, artigos, pesquisas científicas

Com todas estas vantagens, você terá tranquilidade para gerir o seu negócio e exercer a sua prática médica sabendo que o seu patrimônio está em segurança. Clique aqui e garanta a sua cobertura.

Para se informar mais sobre empreendedorismo e gestão na saúde, confira os outros posts do nosso blog. E para adquirir o seu Seguro de Responsabilidade Civil Profissional, clique aqui.

 

Se você gostou deste post, compartilhe com os seus colegas.




ÚLTIMOS POSTS

Há 2 dias

Quais são as vantagens e desvantagens dos livros digitais?

LER POST
Semana passada

Residência médica: como fazer a escolha da especialidade?

LER POST
05/10/2021

Conheça os 7 tipos de aprendizagem

LER POST