Cuidados paliativos: 5 motivos para você optar por esse curso de pós-graduação

  • Home
  • Blog
  • Saúde
  • Cuidados paliativos: 5 motivos para você optar por esse curso de pós-graduação
Publicada 01/08/2018

Com o objetivo de oferecer uma assistência digna e integral a pacientes em situações de terminalidade — como casos de doenças graves e progressivas — a Faculdade Unimed desenvolveu a pós-graduação em cuidados paliativos.

No Brasil, há carência de profissionais de saúde com essa capacitação tanto no serviço público como no privado. O diferencial desse curso é unir a abordagem técnico-científica, humana e ética para atender com qualidade pacientes e seus familiares em situações de sofrimento físico psíquico social e espiritual.

Quer conhecer as características dessa especialização e 5 motivos pelos quais você deve fazer o curso? Acompanhe nosso post e confira os diferenciais dessa formação!


Como é a pós-graduação em cuidados paliativos?

A especialização em cuidados paliativos foi planejada para formar profissionais que saibam atuar de maneira multidisciplinar nas diversas formas de assistência a pacientes e seus familiares.

"O objetivo principal é capacitar os profissionais de saúde de nível superior para o enfrentamento de situações cotidianas de terminalidade, de forma interdisciplinar, por meio do aprofundamento teórico-prático", destaca a Dra. Cristiana Savoi, coordenadora do curso de cuidados paliativos da Faculdade Unimed.

A pós-graduação tem carga horária de 414 horas, distribuída em 24 meses. São módulos presenciais (exceto 3 disciplinas) realizados às sextas-feiras e sábados. O curso é dividido em 5 eixos temáticos:
 

  • Introdução à Tanatologia e Cuidados Paliativos;
  • A Equipe Multiprofissional;
  • Organização e Gestão em Cuidados Paliativos;
  • Controle de Sintomas e Situações Especiais;
  • Pesquisa em Cuidados Paliativos.

 

O conteúdo programático é amplo e completo para que o aluno possa aprimorar o conhecimento, principalmente em relação às doenças crônico-degenerativas e neoplásicas, assimilando a filosofia dos cuidados paliativos.

O aluno adquire competências para lidar da melhor forma com os sintomas físicos e psíquicos, conduzindo o tratamento de modo a reduzir a dor e o sofrimento.

 

Para quem a especialização é indicada?


De acordo com a coordenadora do curso, a pós-graduação em cuidados paliativos é indicada para todos os profissionais de saúde de nível superior interessados em melhorar suas habilidades assistenciais.

Assim, considere fazer esse curso se você tem interesse em compreender melhor essas situações limites de morte, sofrimento e dor para oferecer um atendimento integral — com uma visão ética e humana — para pacientes e seus familiares.

Um dos diferenciais dessa pós-graduação é a formação de uma turma multidisciplinar. "É um curso que favorece a troca de experiências, a interdisciplinaridade, a construção do conhecimento e a abordagem adequada aos cuidados paliativos", ressalta Savoi.

 

Por que você deve optar por essa especialização?

Confira abaixo 5 motivos pelos quais você deve investir nessa formação:
 

1. Abordagem humanística e técnico-científica

O curso foi preparado para unir teoria e prática: "O conteúdo é amplo, com abordagem de aspectos técnicos, práticos, filosóficos e humanísticos, ministrado por professores experientes. Além disso, as disciplinas são distribuídas intercalando assuntos diversos para favorecer um aprendizado dinâmico e interessante", afirma a coordenadora do curso.

A grade curricular engloba diferentes aspectos do enfrentamento de situações de terminalidade. Veja algumas disciplinas:

  • Tanatologia (a consciência da morte ao longo da história);
  • Ética do cuidado;
  • Bioética;
  • Espiritualidade e saúde;
  • Enfermagem em cuidados paliativos;
  • Comunicação de más notícias;
  • Abordagem do luto;
  • Cuidado paliativo não-oncológico — geriatria, demências, pneumopatias, cardiopatias, nefropatias, hepatopatias, Aids;
  • Cuidado paliativo oncológico;
  • Abordagem de emergências;
  • Sedação paliativa;
  • Assistência domiciliar.

 

2. Diferencial no mercado de trabalho

Nosso país tem uma carência de profissionais qualificados em cuidados paliativos nas instituições de saúde públicas e particulares. "Cuidar de pessoas é uma grande responsabilidade que exige preparo. As doenças crônico-degenerativas necessitam de uma abordagem diferenciada, por isso a demanda por profissionais competentes é enorme e crescente", explica Savoi.

Os sistemas de saúde devem estar preparados para atuar com qualidade nesse contexto. "Operadoras de saúde e o SUS precisam reorganizar o modo de assistência em saúde de modo a atender essas inúmeras demandas. Para isso, é fundamental contratar pessoas capacitadas", acrescenta.

Desse modo, ter a especialização no currículo pode render boas oportunidades. Segundo a coordenadora do curso, como não é grande a oferta de cursos de qualidade na área, aqueles que o tiverem sairão na frente e terão um diferencial no mercado de trabalho.


3. Melhora na qualidade da assistência

Trabalhar na área da saúde, principalmente em ambientes hospitalares, é um desafio diário. Por isso, é importante estar preparado para as mais diferentes situações e, assim, oferecer um atendimento humanizado e integral.

"O profissional capacitado para o cuidado melhora a qualidade da assistência, aumenta a satisfação dos pacientes e familiares e agrega valor para a instituição na qual trabalha. Além disso, torna-se uma pessoa realizada e feliz em sua prática profissional. Os índices de esgotamento (burnout) tendem a ser menores nesse grupo de profissionais", comenta Savoi.

Com abordagem da pós-graduação em cuidados paliativos, o aluno reflete sobre temas como a morte e passa a enxergar essa situação-limite como uma etapa natural da vida.

Com essa formação, o profissional pode aprimorar ainda as habilidades de comunicação e aprender como lidar para tomar decisões difíceis, como nos casos de doenças terminais.


4. Instituição de ensino de credibilidade

Um dos pontos a analisar na hora de decidir fazer uma pós-graduação é a qualidade da instituição de ensino superior. Ao escolher o curso de cuidados paliativos, o aluno pode ficar tranquilo com essa questão.

"A Faculdade Unimed é uma instituição renomada e consolidada no ramo da saúde. Além disso, o curso tem a chancela do Ministério da Educação (MEC). O profissional obtém um título validado e reconhecido nacionalmente", esclarece a coordenadora do curso.


5. Oportunidade de networking

Ao cursar essa especialização, o aluno convive com outros profissionais, uma oportunidade para fazer networking. "É possível estabelecer contatos locais e regionais, que trarão perspectivas futuras de trabalho e conexões humanas", diz Savoi.

Se você busca um curso de pós-graduação diferenciado, aposte na especialização em cuidados paliativos da Faculdade Unimed. Ainda há falta de profissionais qualificados com as competências e conhecimentos voltados para esse contexto, por isso é um curso com boas perspectivas profissionais.

---

Quer conhecer outros detalhes dessa qualificação? Entre em contato com a Faculdade Unimed e receba todas as informações desse curso que pode transformar sua carreira!


Fale com a Faculdade Unimed

Entre em contato pela central de atendimento
clicando aqui ou ligue para: 0800 702 1301



ÚLTIMOS POSTS

Ontem

Atendimento emergencial para enfermeiros: saiba mais sobre a área

LER POST
Há 6 dias

Entenda a necessidade da inovação no processo de gestão em saúde

LER POST
Semana passada

Compliance na saúde: entenda a importância da ética nessa área

LER POST