Marketing para médicos: os cuidados ao utilizar essa estratégia

  • Home
  • Blog
  • Diversos
  • Marketing para médicos: os cuidados ao utilizar essa estratégia
Publicada semana passada

O marketing tem como objetivo divulgar e fortalecer uma marca, produto ou serviço e, assim, atrair consumidores. Além disso, estuda o mercado para entender as necessidades do público e sair na frente dos concorrentes.

É, portanto, uma estratégia utilizada por diversos tipos de negócios e que tem ganhado força com as mídias digitais. Mas e no caso da área da saúde? Como funciona, por exemplo, o marketing para médicos?

Na Medicina, é possível fazer a divulgação de um profissional, sua clínica e seus serviços. No entanto, é preciso tomar uma série de precauções para não ferir as normas do Conselho Federal de Medicina (CFM) e, com isso, ser advertido ou ter que responder a uma sindicância.

Quer saber como é o marketing médico, as ferramentas que podem ser utilizadas e qual deve ser a conduta correta do profissional? Continue a leitura e saiba mais no nosso post!

 

Como funciona o marketing para médicos?


É uma maneira de o médico estar mais próximo de possíveis pacientes e fidelizar os atuais com a divulgação de seus serviços. Contudo, o profissional deve ter sempre em mente que qualquer ação que ele promova precisa ser de cunho educativo e de esclarecimento para a sociedade.

Dessa maneira, ele não pode fazer o marketing com o intuito, por exemplo, de falar sobre o desconto no valor de um tratamento da mesma forma que uma rede de eletrodomésticos divulga a promoção de uma geladeira.

Há normas do Conselho Federal de Medicina (CFM) que disciplinam o emprego do marketing e publicidade pelos médicos. Elas estão no Código de Ética Médica e na Resolução CFM nº 1.974/11.

Existe, inclusive, em cada conselho regional, a Comissão de Divulgação de Assuntos Médicos (Codame), que é responsável pela avaliação dessas divulgações do ponto de vista ético.

 

Quais ferramentas e estratégias podem ser utilizadas?


A divulgação boca a boca, ou seja, quando o paciente faz a indicação do médico para um amigo, conhecido ou familiar ainda é importante para que o consultório ou clínica se tornem conhecidos. Todavia, os meios digitais são os mais indicados pelo seu potencial de alcance.

É fácil entender o motivo, já que as pessoas vivem conectadas. Basta olhar em volta e ver o uso massivo do smartphone. Elas buscam informações sobre saúde e serviços em sites de busca, como o Google, e até em redes sociais, como o Facebook e Instagram, que possibilita, inclusive, a interação com os profissionais.

O marketing para médicos deve ter um objetivo claro, delimitar seu público-alvo, escolher as melhores estratégias e avaliar os resultados. Por tudo isso, é aconselhável que o médico procure uma empresa especializada para conseguir uma ação eficiente de divulgação.

Dessa maneira, desde que siga as normas do CFM, o médico pode atrair e fidelizar pacientes utilizando as ferramentas a seguir:

Site
É importante ter um site com as informações completas (endereço, telefone, e-mail) de sua clínica ou consultório, lista dos profissionais e serviços prestados. A página deve ser responsiva, ou seja, adequada para diversos dispositivos (notebook, tablet e smartphone), de fácil navegação e ter um visual agradável.

Blog
Dentro do site, o médico pode ter um blog com postagens de valor educativo voltadas para sua área de atuação. A ideia é que ele "eduque" o público que busca informações de saúde e se torne autoridade em determinado assunto.

Redes sociais
A clínica ou consultório também pode ter uma página nas redes sociais, como o Facebook. A fanpage deve ser exclusivamente voltada para a atuação profissional, ou seja, não deve ser confundida com a página pessoal do médico.

É um canal para publicar postagens com textos, imagens e até vídeos voltados para a especialidade do médico, promover o blog e ainda interagir com os seguidores. 

E-mail marketing
O médico pode reunir os contatos de seus pacientes e também fazer ações de marketing para fidelizá-los. A melhor forma é pelo e-mail marketing, em que é possível enviar postagens sobre saúde ou qualidade de vida, informar sobre o próximo check-up ou até mesmo enviar felicitações de aniversário e datas especiais.

Porém, é fundamental ter a autorização do paciente para realizar esse tipo de abordagem.

 

Quais são os cuidados para fazer um marketing de maneira adequada?


É importante, em qualquer tipo de ação, que o médico não enxergue seu paciente como um cliente, mas sim como alguém que busca uma informação ou um serviço. Assim, é proibida a divulgação de preços de técnicas, tratamentos, formas de pagamento ou descontos.

Confira a seguir outros pontos que devem nortear a conduta correta para o marketing médico seguindo as normas do CFM.

Deixar claro a especialidade e número de registro
Em qualquer ação de divulgação do médico, devem constar o nome, especialidade e número de registro do CRM. É proibido anunciar especialidades para as quais não possui título certificado.

Em anúncios de estabelecimentos de saúde, devem constar o nome e o número de registro do responsável técnico.

Não divulgar garantia de resultados
O marketing para médicos não pode garantir ou insinuar bons resultados em técnicas ou tratamentos.

Não anunciar capacidade superior
É proibido ao médico fazer anúncios de equipamentos que transmitam a ideia de capacidade superior de atendimento e tratamento ou, ainda, anunciar a realização de técnicas exclusivas.

As normas estabelecem até mesmo a proibição de termos relacionados ao médico, como:

  • "o melhor";
  • "o mais eficiente";
  • "o único capacitado".
  • "resultado garantido".


Não exibir fotos de pacientes
O médico não pode expor pacientes como forma de mostrar resultado de uma técnica ou tratamento, mesmo com a autorização da pessoa.

Não divulgar informações que possam alarmar a sociedade
O profissional não pode fazer a divulgação pública de assuntos de saúde que causem pavor ou intranquilidade na sociedade.

É proibido também divulgar imagens de alterações no corpo humano por doenças ou lesões de forma enganosa ou assustadora. As imagens devem ter como objetivo a assistência.
 

O marketing para médicos pode ser uma ferramenta eficiente para divulgar seus serviços desde que seguidas todas as normativas do Conselho Federal de Medicina. É possível utilizar estratégias que vão educar seu público a respeito de assuntos voltados para sua especialidade e, assim, alcançar potenciais pacientes.


Fale com a Faculdade Unimed

Entre em contato pela central de atendimento
clicando aqui ou ligue para: 0800 702 1301



ÚLTIMOS POSTS

Há 3 dias

A necessidade de se pensar em liderança na carreira de Enfermagem

LER POST
Há 4 dias

Como produzir um artigo científico de qualidade?

LER POST
05/07/2019

Descubra o que torna o cooperativismo médico importante

LER POST