O que é enfermagem em urgência, emergência e terapia intensiva?

  • Home
  • Blog
  • Saúde
  • O que é enfermagem em urgência, emergência e terapia intensiva?
Publicada semana passada

Os serviços de urgência, emergência e terapia intensiva (UETI) vivem um desafio no país com o crescimento no número de acidentes de trânsito, homicídios, afogamentos, suicídios e quedas desde os anos 1980.

No ano de 2020, além de lidar com todas estas ocorrências, ainda foi registrado um aumento no uso dos serviços emergenciais devido à pandemia do novo coronavírus que atingiu o Brasil a partir de março do mesmo ano.

Diante deste cenário, há uma grande necessidade de profissionais especializados em atender pacientes em ambientes de urgência e emergência hospitalar e pré-hospitalar, assim como na terapia intensiva. Um dos profissionais mais exigidos nesta área é o de enfermagem.

Os enfermeiros têm um papel fundamental nos serviços de urgência, emergência e terapia intensiva, pois são eles que têm o primeiro contato com o paciente, fazem a triagem, realizam diversos procedimentos e organizam o atendimento.

Para entender melhor como é a atuação do enfermeiro em UETI, preparamos este post sobre a área. Mas antes de falar sobre o trabalho do enfermeiro, vamos entender exatamente o que é urgência, emergência e terapia intensiva.

 

Qual a diferença entre urgência e emergência?

Apesar dos termos serem usados como sinônimo pela população em geral, eles significam coisas diferentes. De acordo com as definições do Ministério da Saúde:

Emergência: constatação médica de condições de agravo à saúde que impliquem sofrimento intenso ou risco iminente de morte, exigindo, portanto, tratamento médico imediato.

Urgência: Ocorrência imprevista de agravo à saúde como ou sem risco potencial a vida, cujo portador necessita de assistência médica imediata.

Ou seja, embora ambos tratem de pacientes com condições graves, na emergência há risco a vida e o tratamento médico precisa ser iniciado imediatamente. Já no caso da urgência, pode haver ou não risco a vida e o paciente precisa ser atendido em um período de poucas horas.

O enfermeiro que trabalha em urgência e emergência precisa conhecer bem estas definições, pois ele é o responsável pela triagem dos pacientes e definição da ordem de atendimento no pronto socorro.

Já a Terapia Intensiva são as UTIs que atendem pacientes em estado grave que precisam de tratamento contínuo.

De acordo com a professora Raquel Souza Azevedo, coordenadora da Pós-Graduação em Enfermagem em UETI da Faculdade Unimed:

“A U.T.I é um setor complexo e intenso, devendo o enfermeiro estar preparado para a qualquer momento, atender pacientes com alterações hemodinâmicas importantes, as quais requerem conhecimento específico e grande habilidade para tomar decisões e implementá-las em tempo hábil, para isto, o profissional deve estar capacitado a exercer atividades de maior complexidade, para as quais é necessária a autoconfiança e o conhecimento científico”.

Agora vamos ver o qual é o papel do enfermeiro nestes setores.

 

O que faz um enfermeiro em UETI?

O enfermeiro é responsável por todo o processo de atendimento do paciente em situações de urgência e emergência e intervenções imediatas. Por isso, é importante que o profissional conheça os procedimentos a serem realizados e tenha habilidades para o atendimento desde o ambiente pré-hospitalar até a recuperação e alta do paciente.

Dentre as principais atribuições estão: obter a história do paciente; fazer o exame físico; fazer a triagem; executar os tratamentos; aconselhar e orientar os enfermos no que tangue a continuidade do tratamento, uso de medicamentos e demais procedimentos necessários após a alta; coordenação e organização da equipe de enfermagem.

Já na Terapia Intensiva, para onde muitos pacientes são encaminhados após o atendimento inicial na emergência ou alguma intervenção cirúrgica, o enfermeiro atua em diversas funções, inclusive algumas de alta complexidade. Dentre as principais atribuições estão: monitorização dos sinais vitais; acompanhamento da evolução dos sintomas; práticas para manejo da dor e avaliação de aspectos nutricionais, psicológicos e sociais.

Devido a esta grande variedade de funções, quem deseja trabalhar com enfermagem em UETI precisa conhecer a administração e os efeitos dos medicamentos, o funcionamento dos aparelhos, ter boas noções de gestão de pessoas ao organizar as equipes de enfermagem e inteligência emocional, pois lidará com pacientes em momentos de fragilidade em um ambiente estressante.

Por consequência, o perfil deste profissional envolve capacidade de liderança, controle emocional, agilidade na tomada de decisão, capacidade de adaptação e trabalho em equipe.

 

Como é o mercado de trabalho e quanto ganha um enfermeiro em UETI?

O enfermeiro pode atuar tanto na saúde pública quanto na privada, em hospitais, clínicas ou a domicílio, de forma que há bastante espaço para atuação nesta área. Com o aumento no uso destes serviços, há uma tendência de maior procura por estes profissionais no mercado de trabalho.

Os salários em qualquer profissão variam de acordo com a instituição de trabalho, número de horas trabalhadas, formação do profissional, dentre muitas outras variáveis, porém, no geral, a médica salarial do enfermeiro especializado no atendimento de urgência, emergência e terapia intensiva é maior do que da enfermagem em geral.

A média salarial para Enfermeira Urgência e Emergência no Brasil é de R$ 3.511,00, sendo que o salário inicial é de R$ 2.746,00.

 

Como se capacitar para trabalhar na área?

Embora não seja obrigatório fazer prova de títulos para atuar como enfermeiro emergencista, é preciso ter especialização na área, de forma que a melhor opção para se capacitar é fazer uma pós-graduação em Enfermagem em UETI.

Nela é possível desenvolver uma visão ampla do funcionamento de uma unidade de urgência e emergência e de terapia intensiva.

Na pós-graduação de Enfermagem em UETI da Faculdade Unimed, o aluno irá aprimorar o conhecimento dos enfermeiros na avaliação e no julgamento clínico bem como na tomada de decisão em intervenções rápidas e precisas para assistência de enfermagem em indivíduos em condições de urgência e emergência em ambientes pré-hospitalares e hospitalares e na assistência ao paciente grave internado em unidade de terapia intensiva.

Para maiores informações sobre o funcionamento do curso, valores e formas de financiamento, não deixe de entrar em contato com a nossa central de atendimento clicando aqui.


Fale com a Faculdade Unimed

Entre em contato pela central de atendimento
clicando aqui ou ligue para: 0800 702 1301



ÚLTIMOS POSTS

Há 2 dias

O que é e como funciona o ensino híbrido?

LER POST
Há 4 dias

Saiba mais sobre a Farmácia Clínica e Oncológica

LER POST
28/01/2021

Como escolher a pós-graduação ideal para você?

LER POST