Qual a importância da pesquisa científica?

Publicada 17/09/2021

Atualizado em 14/10/2021.

 

O ensino superior é formado por três pilares: o ensino, a extensão e a pesquisa. Por isso não é surpreendente o dado de que 95% da produção científica feita no Brasil acontece dentro das universidades.

Durante a pandemia do coronavírus, a importância da pesquisa científica ficou ainda mais clara e próxima da nossa realidade, porém, se engana quem acha que a ciência só é feita por cientistas dentro de um laboratório. Ela vai muito além disso e abarca estudos nas áreas de humanas, exatas e biológicas, podendo ser realizada desde a graduação. 

Isto é possível porque ao entrar em uma faculdade, o aluno tem muito mais que as aulas. Ele pode participar de congressos, palestras, visitas técnicas, estágios, monitorias e programas de pesquisa, como a Iniciação Científica, além de ter que escrever o TCC ao final do curso, cujo objetivo é justamente mostrar que o aluno sabe aplicar os conceitos do método científico em sua área de estudo e é capaz de produzir conhecimento sobre ele.

No post de hoje, vamos entender melhor o que é a pesquisa científica, qual a sua importância para a sociedade e como acompanhar o que é produzido no país.

 

O que é pesquisa científica?

Pesquisa científica é um estudo realizado com o uso do método científico. Pode parecer complicado, mas não é. Cada área de estudo tem suas regras para garantir que um estudo foi feito de maneira correta, isso garante que os resultados obtidos são verdadeiros.

Por exemplo, para garantir que uma vacina funciona, não basta testá-la em uma pessoa e esperar para ver se ela fica doente. Os testes são feitos em várias fases, com uma grande quantidade de pessoas e todas são acompanhadas para saber se foram expostas à doença em questão, quando, de que forma e se foi realmente a vacina que as protegeu. Para isso, existe uma série de protocolos já testados e reconhecidos internacionalmente pela sua eficácia.

Já uma pesquisa na área de humanas sobre criminalidade, por exemplo, pode trabalhar com levantamento de dados bibliográficos, entrevistas e dados demográficos, também seguindo uma série de protocolos que garantem que as informações usadas como base são verdadeiras e que a conclusão da pesquisa faz sentido e representa a realidade.

No caso de uma pesquisa mais simples, como uma monografia, também é preciso seguir as regras do método científico. O aluno deve mostrar todas as suas fontes, como coletou os dados que está analisando, citar todos os artigos que embasaram a sua pesquisa e construir um argumento embasado e que esteja de acordo com os dados obtidos.

É por isso que nem toda pesquisa pode ser chamada de científica. Uma enquete na internet, por exemplo, não tem controle quanto à veracidade das respostas, gênero, classe, localização geográfica e idade de quem respondeu, também não é possível calcular a margem de erro e diversas outras variáveis que podem influenciar nos resultados.

Experiências pessoais também não podem ser usadas como “prova científica”, afinal, não é porque algo aconteceu com uma pessoa, que ele acontece com todas as pessoas nas mesmas circunstâncias.

 

Qual é a importância da pesquisa científica?

É através dela que são desenvolvidos remédios, vacinas e tratamentos médicos que salvam vidas. Mas a pesquisa científica também é importante para a sociedade pois pode servir como base para a implementação de políticas públicas como o combate ao desmatamento e criação de novas formas de energia sustentável.

O investimento em ciência também é associado a uma maior inovação dentro das empresas, o que é essencial para o crescimento das próprias empresas e o desenvolvimento econômico do país.

Por fim, a ciência também é uma forma de entender a sociedade, como se dão as relações humanas e o que podemos fazer para reduzir desigualdades e combater preconceitos.

Até quem não tem interesse em seguir a carreira científica, se beneficia de ter contato com ela durante a graduação. O aluno que participa de uma iniciação científica, por exemplo, desenvolve um olhar mais analítico que é fundamental para ter sucesso no mundo corporativo.

 

Por onde começar

Quem deseja conhecer a pesquisa de perto, pode ingressar em um programa de iniciação científica durante a graduação.

Muitas instituições, como a Faculdade Unimed, oferecem bolsas de estudos para que os alunos participem de projetos coordenados pelos professores.

A Iniciação Científica é um programa com duração de um a dois anos, em que o aluno integra uma pesquisa junto de um professor, que será o seu orientador. O aluno irá desenvolver as atividades com o auxílio deste orientador e ao final do programa, pode produzir um artigo científico e participar de congressos e seminários divulgando os resultados que obteve.

Quem quiser dar continuidade a carreira de pesquisador, pode ingressar em uma Pós-Graduação Stricto Sensu (Mestrado e Doutorado), para continuar com as pesquisas, produzir e publicar artigos, além de participar de congressos para que seu nome se torne mais conhecido na área.

 

Como acompanhar o mundo da pesquisa científica?

Sites de associações como a Sociedade Brasileira de Química – que possui uma iniciativa para estudantes da escola básica conhecerem a sociedade científica – são boas fontes para o público geral. Além de sites como o Ciência Hoje e a Revista Fapesp que também disponibilizam informação sobre ciência e pesquisa científica. E, claro, as revistas científicas, como a Revista Científica Faculdade Unimed, que divulga artigos científicos sobre temas como gestão, cooperativismo, saúde e educação.

Uma boa opção também são os eventos promovidos pelas instituições de ensino superior, como o Encontro de Pesquisa e Extensão da Faculdade Unimed. Para ficar por dentro dos nossos eventos, você pode nos seguir nos Instagram @faculdadeunimed.

 

Gostou deste conteúdo? Compartilhe em suas redes sociais!




ÚLTIMOS POSTS

Há 2 dias

Quais são as vantagens e desvantagens dos livros digitais?

LER POST
Semana passada

Residência médica: como fazer a escolha da especialidade?

LER POST
06/10/2021

9 dicas para montar uma clínica de sucesso

LER POST