Qual a diferença entre tecnólogo, bacharelado e licenciatura?

Publicada semana passada

O ensino superior no Brasil é dividido em três modalidades: tecnólogo, bacharelado e licenciatura. No entanto, embora todos sejam considerados ensino superior, é importante saber a diferença entre eles antes de fazer a matrícula.

Estas três modalidades existem justamente porque apresentam algumas diferenças no foco e duração do curso, além de oferecem uma formação específica exigida para atuar em determinadas áreas, como a educação.

Para entender melhor estas diferenças, continue lendo e descubra o que muda em cada modalidade a começa pela duração dos cursos.

 

Duração dos cursos

Como dito anteriormente, a duração do curso pode variar. Em geral, os cursos de bacharelado e licenciatura tem duração entre 4 e 6 anos, já os chamados tecnólogos tem duração média de 2 a 3 anos. Estes números são uma média, cada curso pode ter uma duração específica, não deixe de consultar esta informação antes de fazer a matrícula.

Esta diferença se dá porque os tecnólogos são mais focados em áreas específicas do mercado de trabalho e tem um viés voltado para a prática, enquanto os bacharelados e licenciaturas trazem mais estudos teóricos e apresentam um panorama mais amplo.

 

Áreas de atuação

Outra diferença é quanto as áreas de atuação após a formatura.

Quem pretende dar aulas no ensino fundamental e médio precisa, obrigatoriamente, fazer um curso de licenciatura. Por isso, os cursos mais comuns nesta modalidade são aqueles voltados para as matérias que estudamos na escola: matemática, biologia, letras, história e outros.

Portanto, se você pretende atuar como educador, é obrigatório obter o grau de licenciado. Isto acontece, porque em uma licenciatura o aluno tem disciplinas voltadas para a psicologia infantil, metodologia de ensino e o estágio obrigatório em escolas. É uma formação que visa especificamente formar professores.

Já no caso do bacharelado, o objetivo é formar profissionais generalistas naquela área. Cursos como direito, engenharia, medicina, arquitetura e outros costumam são exemplos de bacharelados.

Por exemplo, em um curso de bacharelado em administração, o aluno irá estudar toda a história da administração, terá contato com diversas teorias e estudará todas as áreas da administração de forma mais generalista.

Os tecnólogos, por sua vez, procuram formar profissionais especializados em uma área de atuação. Em um tecnólogo de gestão hospitalar, por exemplo, o aluno estudará especificamente a parte da administração voltada para instituições de saúde. O curso tem um foco bem mais específico e prepara o aluno para lidar com a realidade da gestão na área da saúde.

É importante frisar que a modalidade de curso tecnólogo é reconhecida pelo MEC e, ao se formar, o aluno recebe um diploma de ensino superior que permite que ele preste concursos públicos, faça cursos de pós-graduação exerça cargos que exijam ensino superior completo.

 

Qual é a melhor opção: licenciatura, bacharelado ou tecnólogo?

Tudo depende de qual é o seu objetivo profissional, da sua disponibilidade de tempo e das suas expectativas para o curso.

Se o seu desejo for seguir à docência no ensino fundamental ou médio, aí não tem escolha, é preciso fazer um curso de licenciatura.

Se você sabe do que gosta, mas ainda tem dúvidas de qual área específica seguir, o melhor é fazer um curso generalista como o bacharelado. Então se você gosta, por exemplo, de gestão, mas quer conhecer melhor a área de iniciar sua carreira, a melhor opção é um bacharelado em administração de empresas.

Porém, se você já trabalha e quer se especializar ou se já tem certeza de qual área quer seguir, os tecnólogos são a melhor opção por serem mais focados e bem mais rápidos, alguns chegam a ter a metade da duração de um curso de bacharelado. Por consequência, o investimento necessário para se formar também é menor.

Como a graduação tecnológica é mais rápida e exige menor investimento, ela também é uma ótima opção para quem já tem outra formação e quer complementar os conhecimentos. Imagine um psicólogo que também é tecnólogo em Gestão de Recursos Humanos? Ou um publicitário que, após o bacharelado, cursou um tecnólogo em Fotografia? Há vários exemplos e possibilidades em que o tecnólogo ajuda um profissional a definir, complementar e direcionar a carreira.

A Faculdade Unimed oferece dois cursos tecnólogos: Gestão Hospitalar e Gestão de Cooperativas, oferecidos no formato a distância e presencial.

Os dois cursos tem como objetivo formar profissionais preparados para o mercado de trabalho, que saibam identificar oportunidades de crescimento e inovação, antenado às necessidades do mercado e com competências técnicas, sociais e emocionais para lidar com as transformações que estão mudando o universo da gestão.

Para saber mais sobre a carreira, mercado de trabalho e os desafios de cada uma dessas áreas, confira nossos outros posts voltados para a gestão de cooperativas e para a gestão hospitalar.

Para informações específica sobre os cursos, como abertura de novas turmas, grade curricular, formas de ingresso e investimento, clique aqui.




ÚLTIMOS POSTS

Ontem

O papel da Auditoria Odontológica

LER POST
Há 6 dias

Entenda como inovar em cooperativas

LER POST
25/03/2021

O papel da enfermagem na segurança do paciente

LER POST